domingo, 16 de junho de 2013

movimentação.

Um café quente.
Um café quente no meio de todo esse rebuliço.
O café esfriou, esfriou sem tempo de ser tomado.
O café está sozinho, parado;
O mundo, lá fora, corre.

Um comentário: